Lucerna e Engelberg

Em conversas com amigos nas viagens, sempre surge aquela pergunta:

E Qual foi o lugar mais bonito que você já conheceu?

Com muito orgulho, sem hesitar, respondemos:

Sem dúvida a Suíça, porque ela é única!

slika-4

Suíça, o país dos Alpes

Demos início a nossa trip com direção á Zurich, a maior cidade do país dos alpes e também o coração financeiro do país.

Uma cidade cara, mas que também já foi considerada a cidade com a melhor qualidade de vida do mundo.

É impressionante como as coisas funcionam por aqui, ainda mais para nós brasileiros que estamos acostumados com um país meio “bagunçadinho”...

O aeroporto de Zurich é enorme, um dos maiores da Europa, fácil de se perder numa conexão, principalmente para quem não fala bem o inglês, muito menos alemão ou francês ou italiano, que são as línguas oficiais da Suíça, junto com o idioma romanche.

A suíça é um daqueles países rigorosos no quesito imigração, e para nós latinos, a necessidade de ter tudo em ordem, em mãos e na ponta da língua é obrigação.

Tivemos um pouco de dificuldade na imigração diante das perguntas da agente, nos questionando sobre hospedagens e quanto em dinheiro estávamos levando para o país.

Como estava ficando uma entrevista um pouco cansativa, acabamos tirando a grana da bolsa-dólar e contando a grana diante da agente, que de imediato, nos liberou.

Creio que ela se sentiu constrangida com a situação e de alguém ver a cena e imaginar que a estivéssemos a corrompendo, deve ser!

O nosso roteiro praticado, por questões econômicas, escolhemos apenas duas cidades, Lucerna e Engelberg.

Aliás, hoje costumamos dizer que Lucerna é a nossa cidade favorita no mundo.

Para chegar em Lucerna, existem diversas opções, como carro, ônibus, transfer e trem.

Saímos de trem para Lucerna, pela estação Hauptbahnhof (HB) em Zurique e chegando à estação Bahnhof Luzern, em Lucerna…

Lucerna

lucerne2

Lucerna é a porta de entrada para a Suíça, pois a cidade está localizada a 50km de Zurich.

Muito procurada por viajantes do mundo todo, Lucerna é uma pequena cidade que parece mais um conto de fadas.

Seu lago, o Lago Lucerna que acompanha toda a parte norte da cidade, possui 33km de extensão, e a cada ponto de sua margem, uma paisagem diferente.

Uma cidade com um castelo, um enorme lago, uma ponte de madeira das mais antigas da Europa, e ao fundo de toda essa paisagem, os alpes suíços.

Como nossas viagens são sempre das mais econômicas possíveis, procuramos por hospedagem em hostel e comprar alimentos em supermercados.

Lucerna conta com hospedagem econômica dos hostels muito povoados pelos turistas. Aliás os sul-coreanos estão por toda parte da Suíça, acredite, em um quarto com 10 camas, 8 estavam ocupadas pelos sul-coreanos, e somente nós de brazukinhas, ali no meio.

Lembro de estarmos caminhando pela margem do Lago Lucerna, e um coreano de camisa florida, shorts jeans, sapato e meia até o topo da canela, veio em nossa direção com um sorriso de uma ponta da orelha até a outra ponta…Estava extasiado, tudo pra ele era festa, quis nos abraçar e tirar  fotos conosco.

No início eu achei que o cara era doidão e preferi não contraria-lo, mas seu guia disse que era pura felicidade por estar em Lucerna.

Olhamos em nossa volta e realmente bate uma imensa felicidade, com as luzes de Lucerna acendendo ao entardecer.

A noite de Lucerna é daquelas memoráveis, merecedora de um brinde em cada café da praça, em cada barzinho com música baixa ao fundo, em cada pub estiloso com seus barulhos de taças, na companhia de amigos de diversas nacionalidades. É verão na Europa, tudo irradia alegria.

1078554_10201176043339349_251952961_o

Sendo uma cidade pequenina, os principais pontos turísticos se faz á pé e em apenas um dia, essa foi a nossa programação após um belo café da manhã para uma boa caminhada de um dia inteiro. Há opções de ônibus pela cidade de Lucerna, mas desnecessário para desbravar a pequenina cidade.

Os principais pontos turísticos de Lucerna:

Kapellbruck

GA-75497

Localizada no centro histórico de Lucerna, a ponte Kapellbrucke é uma das atrações turísticas que acompanha a cidade há mais de 600 anos, tornando uma das mais antigas pontes de madeira da Europa. Mesmo depois de ter sofrido um incêndio em 1993, ela continua sendo o cartão postal da cidade. A ponte possui uma rica história com diversas pinturas religiosas em seu interior,  e sua torre Octogonal, na idade média servia como calabouço.

Lowendenkmal

img_3841_2rz2

O Leão de Lucerna, um leão mortalmente ferido, esculpido em uma pedreira de arenito.

Trata-se de um monumento quem homenageia o massacre dos guardas suíços durante a revolução francesa.

Uma visita imperdível


A Muralha de Lucerna

image

Também da época medieval, a muralha Museggmauer, foi construída para proteger a cidade.


Lago dos 4 Cantões

sunrise-in-lucerne

O Lago dos 4 Cantões ou Lago Lucerna, é um enorme lago de tipo fiorde, de uma extensão de 38km.

Foi formado na ultima era glacial a partir da geleira Reuss.

No verão, em suas margens, é muito povoada pelos suíços e pelos turistas, por ser umas das principais áreas de lazer.

Aqui encontra-se pessoas exercendo todas as atividades  de um parque comum, alguns até arriscam um banho de lago.

Depois de uma bela caminhada durante o dia inteiro pela cidade de Lucerna, no calor europeu, conhecendo suas principais atrações turísticas, nada como descansar ás margens do Lago Lucerna, e até mesmo tirar uma soneca sem nos preocupar com qualquer tipo de incômodo.

Embarcando para Engelberg

Na Suíça, podemos conhecer quase todas as cidades de trem, e ir para Engelberg não seria diferente, com uma viagem de apenas 45min.

Embarcamos para o vilarejo de Engelberg, e logo atrás, uma meia dúzia de coreanos seguindo o mesmo caminho.

Estávamos indo conhecer o famoso Monte Titlis, mas o vilarejo de Engelberg roubou a cena por sua beleza.

Se Lucerna é uma cidade que mais se parece com um conto de fadas medieval, Engelberg  de tão bela, se confunde com a mais bela das pinturas.

Engelberg – A Montanha dos Anjos

engelberg-the-great-mountain-village-in-zurich-118114_crop_flip_800_450_f2f2f2_center-center

Um vilarejo com aproximadamente 3.500 habitantes

Por ser um vilarejo ao pé dos alpes, Engelberg é fria. Sair de Lucerna com seus quase 40 graus, e chegar em Engelberg com aproximadamente 10 graus no verão, e subir nos Alpes com uma temperatura com quase zero, é bem estranho, mas nada desconfortável.

11223998_10206537107522603_5686665151680059737_n

A cidade conta com belos hotéis e poucos hostels, porém os valores são praticamente iguais. A maioria dos viajantes passam por aqui apenas em um bate-volta para conhecer o Monte Titlis, nós aconselhamos, pelo menos uma noite para assistir ao anoitecer de céu azul deste lugar.

dsc06079

A caminho do Monte Titlis, que é bem próximo da estação de trem, ouve-se ao fundo o sino das vaquinhas pastando pelo pé dos alpes.

O acesso ao Monte Titlis, a entrada é de quase 100 Francos, e a subida para os alpes é feita de teleférico, e conta com restaurante e toillets, um lugar bem equipado para se passar um dia inteiro, e ainda há neve o ano todo.

A diversão é garantida.

547469_10201307330901456_1926569060_n

dsc06028

dsc05990


Onde se hospedar e o que comer :

→ Em Lucerna

A pequenina Lucerna conta com hotéis e hostels. Hospedagens bem no centro da cidade são mais caras, e um pouco mais distante do centro terá bons valores. lembrando que a cidade é pequena e não é sacrifício hospedar-se um pouco mais afastado do centro. Há diversos restaurantes, cafeterias e pubs no centro da cidade, e um pouco mais afastado, teremos alguns supermercados.

→ Em Engelberg

O vilarejo Engelberg conta com grandes hotéis e hostels ao lado da estação de trem, para quem for pernoitar, porém o valor é extremamente salgado.  Há alguns restaurantes e cafeterias na parte mais movimentada do vilarejo, também com valores, digamos, surreais.


Parceria com:

logo_hdi_00027346482836928471526.png

Anúncios

2 comentários

  1. Este país sempre me encantou pelas paisagens , assim como as paisagens na Áustria e Alemanha, desde a década de 80 quando eu trabalhava numa empresa que tinha fortes relações comerciais com esses países, deles nos enviavam livros e revistas de lá.
    Sensacional as dicas e informações.

    Parabéns… e muito obrigado

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s