Pedra da Gávea – RJ

 

IMG-20191116-WA0027Conhecida também como “A Cabeça do Imperador”, a Pedra da Gávea é a maior montanha rochosa á beira-mar, do mundo e que já serviu como referência pelos grandes navegadores do passado. Famosa por sua trilha, uma das mais difíceis do Brasil e também de uma vista panorâmica absurdamente linda, do alto do cume podemos contemplar toda a orla da zona Sul e Oeste do Rio de Janeiro.


Onde fica 

A Pedra da Gávea é uma montanha localizada no Parque Nacional da Tijuca, Rio de Janeiro, Brasil.

Nível da trilha

Difícil, com 1670 mts de extensão, alguns obstáculos naturais fáceis e escalaminhadas médias, e como ponto crucial a Carrasqueira (um paredão de aproximadamente 30mts)

Como chegar

Os aeroportos mais próximos da Pedra da Gávea, Santos Dumont (21,5 km) e Galeão (29 km). A rodoviária do Rio mais próxima é a Rodoviária Novo Rio (23 Km). O acesso da principal trilha para a Pedra da Gávea é no setor C, no final da Estrada do Sorimã, acessada pela Barrinha (sub-bairro da Barra da Tijuca), e no final dessa estrada existe uma praça com estacionamento para o início da trilha.

Onde se hospedar

Os bairros mais próximos para esta trilha, são os bairros de São Conrado, Joá e Barra da Tijuca. Ficamos na Barra da Tijuca, um bairro agradável localizado na Zona Oeste do Município do Rio de Janeiro, próximo da Floresta da Tijuca. Indicamos se hospedar em um lugar tranquilo para uma boa noite de sono e poder encarar a trilha descansado.

No Rio de Janeiro existem diversas trilhas, para sair da área urbana e entrar em conexão com a natureza… Muitas estão classificadas como fáceis e outras classificadas como difícil.

Veja aqui alguns lugares sensacionais do Rio. 

IMG-20191118-WA0032

A Trilha da Pedra da Gávea é uma das mais difíceis e desafiadoras da América, não por ser extensa, afinal ela mede no total de 1670 mts, e o tempo de cada percurso (subida  e descida) gira em média de 3hrs. Além de ser uma trilha só de subida na ida e terreno em constante erosão, a grande dificuldade são os trechos que existe a necessidade de fazer rapel, em um lugar que causa uma sensação de desconforto principalmente nos trilheiros que não estão acostumados com esse tipo de aventura.  Por isso, aconselhamos o acompanhamento de guias experientes. E subir com o tempo chuvoso também não é aconselhável. Como a Pedra da Gávea está localizada dentro do Parque Nacional da Tijuca, é necessário administrar o tempo durante a sua visita, pois o parque fecha às 17hs. É proibido a permanência no local após o horário de fechamento, estando sujeito à multa.

Início da trilha

Além da trilha, existem muitas outras atividades pelo percurso, diversos mirantes, sendo que em um deles podemos observar a prática de voos livres. Logo no começo  da trilha, podemos encontrar essa simpática cachoeira.

Vídeo: Calangos do Mato

A cabeça da Pedra ou final da trilha, está precisamente a  844 mts acima do nível do mar, e apesar da paisagem da cidade do Rio de Janeiro vista lá de cima ser maravilhosa, o tamanho do penhasco quando se chega próximo da beirada, é assustador. Fazer rapel nesta trilha é praticamente obrigatório, pois há opção de escalaminhada sem equipamentos mas o risco é enorme de sofrer uma queda fatal. Em alguns lugares você pode ler que esta trilha é fácil e que não existe a necessidade de equipamentos e guias, mas nós orientamos veemente a visita acompanhado de um profissional, mesmo que você seja experiente em trilhas e escaladas.
Após passar pela guarita de controle, a trilha possui dois caminhos para se chegar no ponto máximo da Pedra, um caminho que leva diretamente a Carrasqueira, e o outro é pela passagem P4 ou Pico dos 4. Fomos pela P4 para retornar pela Carrasqueira, o caminho mais completo da trilha. A caminhada até o ápice da montanha é mais longa, porém menos assustadora. Mochila nas costas e o básico para se manter durante a caminhada, pois quanto maior o peso da mochila, maior será o seu esforço físico. Carregue consigo apenas o necessário, e traga seu lixo de volta.

As demarcações e escadas de pedras pela trilha, são feitas por trabalho voluntário, de uma equipe que preserva o Parque Nacional da Tijuca (Instituto Chico Mendes). Esse manejo de trilha é extremamente necessário, para minimizar o impacto causado pelo homem, e nesse sério trabalho de preservação, em alguns trechos foi utilizado até ferramenta agrícola.  

calangosdomato_20200220_4
Grupo de voluntários ICMBio

Logo no início da trilha, existe uma placa indicativa que divide os dois caminhos… Indo pela P4, logo no início teremos vários pés de jaca exalando um cheiro maravilhoso, mas que são consideradas uma verdadeira praga, pela grande quantidade existentes no local, além de água escorrendo do topo da montanha formando pequenas cachoeiras. Os instantes iniciais são de pequenos aclives.

IMG-20191118-WA0027

 

IMG-20191118-WA0029.jpg

Na primeira hora de caminhada, mais a frente, nos deparamos com dois pontos  de parada sensacionais da trilha, a janela do céu e a garganta do céu… Não se preocupem se a visão estiver ofuscada pelo tempo nublado, pois em qualquer momento, o tempo pode se abrir, podendo contemplar a paisagem. Aliás, fomos num dia totalmente nublado onde o dia anterior havia chovido bastante, mas no decorrer da trilha, o sol raiou.

calangosdomato_20200218_27.png
Imagem: Calangos do Mato

 

Depois de contemplar a paisagem destas duas paradas magníficas da janela e da garganta, seguimos em direção ao topo, onde é preciso duas escaladas nível médio, com o auxílio de cabos de aço presos em dois “pequenos” paredões, além de baudrier, as cadeirinhas de segurança, disponibilizadas pelos guias,  e uma leve caminhada em uma trilha de solo irregular.

IMG-20191117-WA0118

A partir deste trecho, tivemos algumas desistências, pois para quem nunca fez escaladas, por mais simples que seja nessa parte, acaba desencorajando algumas pessoas.

Em contra-partida, algumas poucas pessoas subiram sem equipamento nenhum neste trecho, que nos bateu um certo desespero.

O Topo da Pedra da Gávea ❤️✨

IMG-20191116-WA0022IMG-20191118-WA0093IMG-20191118-WA0073

calangosdomato_20200218_16.png
Imagem: Calangos do Mato

Aprecie sem moderação, fotografe, filme, contemple. A vista é absurdamente maravilhosa e daqui do alto podemos ver os principais pontos turísticos do Rio (Morro Dois Irmãos, Pão de Açúcar, Floresta da Tijuca, Pedra Bonita). Quando as nuvens estão baixas e passageiras, a sensação de estar acima delas e as vezes dentro delas é incrível. Peça ao guia para lhe contar sobre os mistérios que cercam a Pedra da Gávea, os misteriosos contos fenícios, o portal para o centro da terra, as escrituras fenícia na face do imperador, são tantas histórias… Acreditem, no topo, havia um rapaz vendendo sacolé (geladinho, chup-chup, gelinho, etc).

Hora de retornar

O retorno, fizemos pela chamada “Carrasqueira”. Iniciamos uma descida por solo escorregadio, segurando as raízes e troncos existentes pelo caminho,  até chegar na temível Carrasqueira, um paredão de pedra quase reto, com aproximadamente 30mts de descida,  feita por rapel ou escalaminhadas. É uma  escalada bastante exposta de primeiro grau, com alto índice de acidentes, inclusive fatais. Não aconselhamos descer sem equipamentos adequados, por isso, é essencial a contratação de um guia. Estando com guia, o equipamento utilizado será o dele, que já dá uma enorme sensação de segurança, além do fluxo no local ser controlado pelos mesmos…
A primeira impressão assusta, mas com calma consegue-se transpor e vencer este obstáculo.

calangosdomato_20200218_1.png
Imagem: Calangos do Mato

IMG-20191118-WA0095

Carrasqueira, nome este do feminino Carrasqueiro ou Carrasco.

Finalizando a descida na Carrasqueira, a sensação é de alívio, mas percebemos que não era tão difícil assim, principalmente depois de vermos o cara do sacolé descendo na maior tranquilidade carregando o isopor na lateral do corpo. Após a carrasqueira, ainda temos pouco menos de 1hr de caminhada rumo á portaria, com novos obstáculos naturais escorregadios em declives. Ainda há também uma parada na Pedra do Navio e uma bica com água potável.

Para nós, amantes de  trilhas e paisagens naturais, a Pedra da Gávea foi um grande desafio. E quando a finalizamos, a sensação foi como se estivéssemos conquistado a figurinha mais difícil do nosso álbum.

IMG-20191118-WA0058
A Pedra da Gávea e sua misteriosa formação rochosa, vista do mirante da Pedra Bonita.

Existem outros pontos na Pedra que são feitos também de forma guiada, a passagem dos olhos e a orelha do imperador, onde existe um livro que você pode assinar e colocar uma mensagem de motivação, afinal, não são todas as pessoas que tem conhecimento do lugar. Você pode fazer esta e outras visitas com a galera do Calangos do Mato, uma equipe altamente profissional e super responsável.

Conheça abaixo, outras trilhas sensacionais do Rio de Janeiro feito pelos Calangos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Parceria com:

https://www.mochileiros.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s