O que fazer em BUENOS AIRES | ARGENTINA

BUENOS AIRES, a capital da Argentina e do tango, é uma das cidades mais visitadas da América. Charmosa e incrivelmente latina, Buenos Aires ou simplesmente “BSAS” é conhecida como a “Paris da América do Sul”, e a cidade queridinha dos brasileiros para um final de semana prolongado, ou para uma semana inteirinha de visitação.

Localizada na fronteira com o Uruguai, BSAS é daquelas cidades que podemos visitar e ainda dar uma escapadinha até o “país vizinho”, afinal, BSAS está em uma distância de 52 km da charmosa Colonia Del Sacramento, no Uruguai. As cias aéreas ofertam uma grande quantidade de vôos, fazendo com que a multicultural BSAS receba visitantes em todas as épocas do ano.

O QUE FAZER EM BUENOS AIRES

A cidade não se resume apenas em shows de tango (que aliás, são sensacionais, tanto nas ruas quanto nas casas de espetáculos). Para que sua visita seja prazerosa, divertida e vibrante, aconselhamos um passeio pela calle Florida, com uma paradinha para um saboroso sorvete Freddo e um alfajor portenho, visitar a Plaza San Martin, e passar um final de tarde sobre os gramados do Obelisco, apreciando suas luzes coloridas ao anoitecer, e fechando a noite assistindo a um espetáculo no Teatro Colón.

No dia seguinte, (se for domingo, melhor ainda) comece com uma visita ao bairro de San Telmo e conheça o Monumento da Mafalda, faça o “Paseo de La Historieta“, e de lá, siga para Puerto Madero e depois de conhecer o bairro, dê uma subidinha até a Casa Rosada. Caso queira conhecer a Casa Rosada por dentro, agende com 15 dias de antecedência.

Deixe também outro dia inteiro, para uma visita ao Bairro La Boca e conheça La Bombonera, o famoso estádio do Boca Juniors e as diversas lojas para os fanáticos por futebol ao redor do estádio. E a 400 metros dali, está o maravilhoso Caminito, siga pra lá e assista e interaja com os casais dançando tango pelas ruas e curta toda a região… á noite, porque não assistir a um show de Tango em uma das diversas casas de shows da cidade?

Em um novo dia, desbrave a cidade por metrô ou ônibus que funcionam 24hrs, e visite o Bairro da Recoleta, e depois, visite o Parque 3 de Febrero e conheça o Jardim Japonês, em Palermo. Se rolar uma conexão com o bairro de Palermo, (e temos certeza que irá), volte novamente.

Os passeios mais afastados de BSAS também valem muito a pena uma visita, como o passeio Delta do Tigre, e até mesmo um bate-volta em Colonia Del Sacramento, já no vizinho e pertinho Uruguai. Estes passeios, cada um deles são necessários mais um dia inteirinho para fazê-los. Estes passeios podem ser feitos através de ferry no Puerto Madero ou através de diversas agências de BSAS. Se tiver pouco tempo para conhecer a cidade , aconselhamos visitá-la de forma confortável no ônibus turístico Buenos Aires Bus, que irá levá-lo em diversos pontos turísticos da cidade…

Veja abaixo informações de alguns lugares a visitar:

OBELISCO

O obelisco é um monumento histórico e um dos cartões postais da cidade. Ele está localizado em uma região agradável e muito movimentada, na famosa Avenida 9 de Julio com a calle Corrientes, e o metrô mais próximo é o 9 de Julio. Com seus mais de 67 metros de altura, chama a atenção de longe, e inclusive é utilizado como ponto de referência para quem está passeando pela cidade, podendo ser visto através das diversas ruas, que dão na praça. A bela Plaza de La Republica que abriga o monumento, é cercada por turistas em todos os horários, mas á noite, quando o Obelisco está aceso, tudo fica mais colorido e agitado.

Quando Buenos Aires completou seus 400 anos, em 1936 a cidade foi presenteada por este maravilhoso monumento, e o local escolhido, foi justamente onde foi erguida a primeira bandeira da Argentina. Inacreditavelmente, 3 anos depois de inaugurado, o monumento foi quase demolido pelo governo municipal, por razões econômicas, estéticas e de segurança pública, mas acabou sendo vetada esta demolição por interferência do poder executivo, alegando que tratava-se de um patrimônio pertencente ao país, e hoje é um dos principais cartões postais da cidade de BSAS e constantemente é utilizado para homenagens e movimentos de conscientizações.

RECOLETA

Para muitos, a região da Recoleta é uma das áreas imperdíveis de BSAS. Conhecida por ruas charmosas e residências em estilo parisiense, aqui é onde a cidade é identificada como a Paris da América do Sul… Caminhando pelo bairro, visite a Plaza de las Naciones Unidas onde está a “Floralis Generica“, a famosa flor metálica. Próximo dali, encontraremos o Museu Nacional de Belas-artes, o Centro Cultural Recoleta oferecendo espetáculos temporários de vanguarda e a Plaza Francia abrigando uma feira de artesanato nos finais de semana… Para chegar nesta região, utilize a linha verde ou amarela do metrô (estação Las Heras, da linha amarela irá deixar bem próximo do Cemitério da Recoleta, e para quem prefere ir caminhando, basta seguir a avenida Santa Fé, entre o Centro e Palermo)

Para alguns, uma das principais atrações da região é o Cemitério da Recoleta, considerado um Patrimônio Histórico Nacional onde ícones nacionais como Evita Perón descansam em túmulos extravagantes. Palácios e boutiques elegantes e a Livraria El Ateneo, também fazem parte do roteiro turístico do bairro.

SAN TELMO

Um dos bairros mais antigos e boêmios de BSAS, San Telmo é repleto de casarões e artistas de rua que dão ao bairro, um ar de arte e cultura. Aos domingos, a famosa feirinha de antiguidades é ótima para comprar lembrancinhas. No bairro, encontraremos, o mercado de San Telmo que funciona todos os dias, e a Plaza Dorrego, que é um ótimo local para uma parada para um café e assistir dançarinos de tango ao ar livre. Seguindo pelo bairro, inicie o circuito de rua chamado o Paseo de La Historieta. É um passeio pelos bairros de San Telmo, MontSerrat e Puerto Madero, iniciando na esquina das ruas Chile e Defensa, pelo Monumento da Mafalda, a simpática personagem dos quadrinhos argentinos, em companhia de Manolito e Susanita. As estátuas, em tamanho natural, ficam em frente ao número 371 da Calle Chile, em San Telmo, e ao longo do circuito surgem outros personagens.

Foto de Vitória Ortega

O CAMINITO

O Caminito, ou pequeno caminho em espanhol, é a rua mais famosa, colorida e visitada de Buenos Aires. Localizada no coração do Bairro de La Boca, a Rua Caminito está a cerca de 400 metros do estádio do Boca Juniors, La Bombonera. A viela, com diversos “cortiços” coloridos, é divertida, repleta de turistas e cheia de artes. Na região, é possível encontrar diversas lojas de souvenirs, bares de tango e obras expostas ao ar livre. Próximo ao Caminito está o Museu de arte Quinquela Martino Teatro La Ribera, e o Centro Cultural Fundação Proa. Para chegar na região, basta pegar as Linhas de ônibus: 29, 33, 64, 53, 152.

Origem do Caminito | Imigrantes espanhóis e italianos que chegaram no século XIX, se estabeleceram no bairro de La Boca, e utilizando o que sobrou dos navios, deram início aos famosos cortiços (tipo de moradia coletiva). No ano de 1950, um grupo de moradores, e entre eles, o famoso pintor Benito Quinquela Martin, decidiram restaurar um terreno abandonado ali no bairro, onde passava uma antiga linha de trem. O artista idealizou pintar os antigos cortiços de diferentes cores, fazer esculturas e relevos, transformando a antiga ruela em um museu a céu aberto da cidade de Buenos Aires. O pintor batizou a rua de Caminito, em referência ao popular tango Caminito de 1926, de Peñalosa e Filiberto, morador de La Boca e amigo de Quinquela Martín.

Não deixe de prestigiar os dançarinos de tango no Caminito e em outros lugares de BSAS… É possível tirar uma série de fotos caracterizadas, mediante o pagamento de “propina”. Um belo registro como lembrança para a vida.

TEATRO COLÓN

O Teatro Colón é uma das mais importantes casas de ópera do mundo, onde ocorrem diversos espetáculos musicais, como óperas, balés e concertos… No local, é possível fazer uma visita guiada ou assistir aos espetáculos (que é a melhor forma para conhecê-lo). Os ingressos podem ser comprados no próprio site ou pessoalmente. O Teatro Colón é aberto à visitação todos os dias, inclusive feriados (exceto 1º de maio, 24, 25 e 31 de dezembro e 1º de janeiro), a partir das 9h. É preciso chegar antes para comprar as entradas na bilheteria da rua Tucumán, 1171. A Estação Tribunales, da linha amarela do metrô é o ponto mais próximo do teatro.

Foto Divulgação

O Teatro Colón de Buenos Aires é uma das mais importantes casas de ópera do mundo. Seu histórico rico e prestigiado e a excepcional acústica e características arquitetônicas de seu edifício coloca o teatro entre os 5 melhores do mundo, ao nível de teatros como o La Scala em Milão, o Ópera de Paris, Ópera Estatal de Viena, Covent Garden de Londres e Metropolitan Nova York. Em sua primeira sede, o Teatro Colón funcionou de 1857 a 1888, ano em que foi fechado para a construção de uma nova sala. Foi inaugurado em 25 de maio 1908 com uma função de Aida.

A CASA ROSADA

A Sede do Governo Nacional, localizada em frente à histórica Plaza de Mayo, forma com a praça, um dos mais emblemáticos cartões-postais de Buenos Aires. A visita guiada à Casa Rosada acontece nos finais de semana e feriados, das 10h às 18h, e são gratuitas, e para fazer a visita, você deve agendar com no mínimo 15 antecedência. Mas uma simples passagem em frente à Casa e registrar algumas fotos também é muito válido, pois a bela arquitetura externa chama atenção de seus visitantes. O local é bem iluminado á noite. Para chegar à Casa Rosada, de metrô é muito fácil, pois ela está localizada bem ao lado do metrô Plaza de Mayo.

A Casa Rosada, declarada Museu Histórico Nacional em 1942, é a sede da presidência da República Argentina, em Buenos Aires, assim chamada pela cor aproximadamente rosa. Abriga também o Museu da Casa do Governo, com material relacionado aos presidentes do país. Localizada em Buenos Aires, em frente à Praça de Maio (Plaza de Mayo) na Calle Balcarce 50, no distrito de Monserrat. Do outro lado da praça, a Avenida de Mayo liga a sede do Governo a outro importante marco histórico: a Praça do Congresso Nacional (Palácio do Congresso).

LA BOMBONERA

Parada obrigatória no Bairro La Boca, e não é preciso ser amante de futebol, para fazer uma visitinha ao Estádio La Bombonera. Dentro do estádio, existe um museu a ser ser visitado, ou então, apenas uma passada em frente para apreciar a beleza arquitetônica do estádio e a movimentação em volta com diversas lojas e estátuas de tamanho natural de ícones do futebol argentino, além da estátua de Che Guevara. O Caminito está a duas quadras dali. Para chegar até La Boca, de ônibus, utilize as linhas 25, 46 e 86 pela calle Brandsen ou 29 / 53 / 152 / 168 / 64 pela Av. Almirante Brown ou 22 / 24 / 39 / 70 / 39 pela Av, Patricios.

Localizado no pitoresco Bairro de La Boca, La Bombonera, é um dos estádios mais emblemáticos do mundo. Apelidado “La Bombonera”, por ter um aspecto retangular, que parece uma caixa de bombons, o estádio do tradicional time de futebol da Argentina, o Boca Juniors, leva como nome original Estádio Alberto J. Armando e tem os padrões mínimos da FIFA com capacidade para 49.000 pessoas. A proximidade de suas arquibancadas com o gramado, faz com que os adversários sintam pressionados tanto pela equipe do Boca, quanto por seus torcedores. La Bombonera é uma importante visita para quem quer conhecer um pouco da história do futebol argentino que é paixão nacional. O estádio conta com um museu, o Museo de la Pasión Boquense (Museu da Paixão Boquense) e tem opção de visita guiada. Para quem quer realmente sentir a emoção de um torcedor boquense, é recomendável assistir uma partida. Quem sabe até mesmo contra o River Plate, seu principal adversário em campo. Para informações sobre jogos no estádio, clique aqui.

PUERTO MADERO

O Bairro elegante Puerto Madero, além de ser um ótimo lugar para um passeio no final de tarde, é também é um dos lugares mais procurados para um jantar romântico, onde concentra-se uma boa quantidade de restaurantes conhecidos… O ícone de Puerto Madero está no dique 3, a Puente de la Mujer é uma ponte suspensa graciosa que atravessa o cais, e no mesmo dique 3, está o museu Fragata Sarmiento, uma fragata atracada que já percorreu o mundo 39 vezes. A 200 metros dali está o Parque das Mulheres Argentinas, um parque com muito verde e agitado por bicicletas e patins. A Fonte das Nereidas, pertinho de Puerto Madero também merece uma visitinha para fotos e estender a caminhada até A Reserva Ecológica, o maior espaço verde de Buenos Aires.

Em menos de duas décadas, o bairro teve uma completa transformação… Projetado pelo engenheiro Eduardo Madero, em 1887, com a intenção de construir um porto para resolver os frequentes problemas de embarcações que chegavam à cidade pelo Rio de La Plata. O ambicioso projeto, semelhante aos portos de Londres, foi um marco na época, porém logo se tornou ultrapassado e obsoleto, uma vez que apareceram grandes navios de carga. Em 1926 um novo engenheiro, Luis Huergo, foi contratado para a construção do “Puerto Nuevo”. No entanto, a área ainda era muito degradada e mal utilizada. Somente na década de 1990, após longas e sucessivas propostas de reurbanização, que o governo recebeu auxílio de Barcelona para revitalizar o bairro. E após um gigantesco projeto e um superinvestimento, o bairro foi tomando sua forma atual. Avenidas e ruas foram abertas, parques foram projetados, monumentos foram criados, lotes foram reaproveitados para construção de residências, edifícios comerciais, universidades, hotéis de luxo, restaurantes, centros culturais, teatros, cinemas e muito mais. O bairro presta homenagem às mulheres, e as ruas têm nomes de mulheres famosas em ciências, artes e política.

    SHOWS DE TANGO

    Nascido nos subúrbios de Buenos Aires, o Tango surgiu como música e dança por volta do final do século XIX, derivando de outros estilos como a habanera e a milonga. Foi-se modelando, e alcançou seu ápice de popularidade nos anos 40, e atualmente “esse sentimento triste que se baila” tem atraído o interesse não só dos antigos amantes desta dança, mas também das gerações mais jovens. A capital do tango possui diversas casas de espetáculos espalhadas pela cidade, onde é possível assistir em qualquer dia da semana. Não há tanta diferença entre elas, e todas oferecem opções de ingressos com jantar e sem jantar… As casas de show de tango em Buenos Aires oferecem traslado gratuito de ida e volta ao hotel já incluído no valor do show, para aqueles que estão hospedados nos hotéis do centro de Buenos Aires. Se você estiver hospedado fora do centro da cidade, deverá contratar um traslado à parte ou ir de táxi. Geralmente os shows vão das 22h ás 01h. Veja abaixo, algumas opções:

    Señor Tango, considerada uma das melhores casas de tango de Buenos Aires, o Señor Tango oferece um espetáculo inesquecível e muito emocionante. O show é envolvente do início ao fim, apresentando belas coreografias – algumas com certo toque acrobático – que encantam a todo o tipo de público. A apresentação ainda conta com a participação de ótimos cantores e músicos que em alguns momentos do espetáculo, interagem com a plateia. Av. Vieytes 1655

    Café de Los Angelitos, com mais de cem anos de história portenha, o pequeno e acolhedor Los Angelitos é um dos mais conceituados e procurados na cidade. Esta casa de espetáculos, que também é um café para ser visitado durante o dia, todas as noites tem apresentação de 21 artistas com shows de primeiro nível, com danças intensas e dinâmicas embaladas pelo tango, que os convidam para compartilhar uma noite única. Av. Rivadavia 2100.

    Madero Tango, com a vista da janela para o Rio de La Plata, aproveitar da “experiência” Madero Tango é realmente conhecer onde o tango vive. Madero Tango leva o público a experimentar uma mistura de emoções através da história argentina, apreciando a música tradicional de uma maneira completamente diferente, vivendo com aqueles personagens emblemáticos do gênero e do país. Misturando Tango, atuação, balé, orquestra ao vivo e música eletrônica, o show leva o público a diferentes lugares em todos os tempos de Buenos Aires. Av. Alicia Moreau de Justo 2150

    Tango Porteño recreia a época de ouro, a década de 40, que soube ser o reinado indiscutido do tango, a grande paixão de toda a sociedade argentina. Tango Porteño propõe uma viagem no tempo por esses gloriosos anos em Buenos Aires quando se respirava e desfrutava tango em todos os rincões da cidade. Emoldurando num edifício que foi um Cinema-Teatro, da Metro Goldwyng Meyer, este antigo e querido Edifício, localizado a poucos metros do Obelisco, foi transformado no Tango Porteño. Av. Cerrito 570

    El Querandi, Excelentes dançarinos percorrem cinco momentos históricos do tango ao compasso do quarteto do mestre Aldo Falasca e de eximias vozes do tango e um jantar com  ambiente íntimo e tradicional. Localizado no centro histórico da cidade, no bairro de San Telmo, El Querandí tem uma das melhores propostas de jantar de show de tango em Buenos Aires. Calle Peru, 322

    PALERMO

    Palermo é um bairro nobre da região norte de Buenos Aires, que possui uma das mais incríveis áreas verdes da cidade, conhecido como o “pulmão verde” de BSAS. O bairro, o maior da cidade, é subdividido em Palermo Soho, que abriga escritórios e lojas de moda, restaurantes, bares e cultura de rua, Palermo Hollywood que abriga várias produtoras e estúdios de TV e rádio, além de restaurantes variados, bares de coquetel sofisticados e lojas de moda, Palermo Chico, a área mais nobre do bairro com mansões e residências de alto padrão e Alto Palermo com museus e parques urbanos. Visite o Parque 3 de Febrero, um parque com enorme área verde conhecido como Bosques de Palermo. Dentro do parque encontrará um rosedal com mais de 8 mil rosas, planetário, um museu, um zoológico e o imperdível Jardim Japonês e um hipódromo.

    O Jardim Japonês | Foto de Vitória Ortega

    O Jardim Japonês, repleto de plantas , lagos e pontes, que fazem dessa combinação, uma recriação dos tradicionais jardins japoneses. Inaugurado em maio de 1967, ele foi projetado e construído pela comunidade japonesa, para ser doado à Municipalidade de Buenos Aires, em agradecimento ao povo argentino por ser o pais que lhe abriu seus braços em tempos de imigração. Administrado pela Fundación Cultural Argentino Japonesa, ele se mantêm com a receita gerada pelas atividades desenvolvidas no espaço e pelos ingressos vendidos aos visitantes.

    O Jardim Japonês possui duas entradas: Av. Figueroa Alcorta esquina Av. Casares e Av. Casares esquina Av. Del Libertador. De ônibus: você pode pegar qualquer uma das seguintes linhas: 10, 15, 37, 59, 60, 67, 93, 95, 102, 108, 110, 118, 128, 130, 141, 160 y 188. De metrô: linha D (verde) e descer na estação “Plaza Italia”.

    ONDE FICAR EM BUENOS AIRES

    Próximo de uma estação de metrô, é uma grande dica para quem pretende conhecer a cidade “na raça”… E os bairros mais charmosos e “funcionais” são os bairros da Recoleta (aqui), onde a linha amarela da estação La Hera serve a região, e o bairro de Palermo Holywood (aqui), e Palermo Soho (aqui) por ser um bairro agradável, e também um local onde concentra-se uma grande quantidade de atrações á tarde e á noite. O micro-centro (aqui) que existe uma grande oferta de hospedagens e diversas linhas de metrô, e a região da Plaza de Mayo, também são locais muito procurados pela praticidade de locomoção e também pela economia.

    COMO CHEGAR EM BUENOS AIRES

    Aeroportos | Os aeroportos de Buenos Aires que recebem os visitantes, são Ezeiza (EZE) e Aeroparque (AEP). Ezeiza é o aeroporto mais afastado da cidade, uma espécie de Guarulhos, Galeão, Confins de Buenos Aires, e o Aeroparque dentro da cidade, uma espécie de Congonhas… Do Brasil á Buenos Aires, existem uma grande quantidade de vôos direto para a capital Argentina.

    • Ezeiza | O aeroporto mais afastado da cidade, possui diversas opções para chegar à parte turística da cidade: De táxi ou de remis (uma espécie de Uber), com balcões no portão de desembarque do aeroporto, ônibus da Tienda Leon que te leva até a região de Puerto Madero, ou transfer, previamente contratados. *Evite pegar táxis clandestinos na saída do aeroporto*
    • Aeroparque | Com 15 minutos de distância dos principais pontos da cidade, é fácil, seguro e barato ir de táxi…

    Navio | A cidade possui um porto chamado Puerto Madero, de onde chegam navios vindo das cidades de Punta del Este, Montevidéu e Colonia Del Sacramento no Uruguai. o mais comum deles é o Buquebus. chegando em Puerto Madero, é possível ir de táxis ou de ônibus ao seu destino final.

    Buenos Aires…

    O verdadeiro viajante enxerga o lindo, onde pessoas comuns enxergam apenas o cotidiano !

    PARCEIROS:

    2 comentários

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s